segurança

BLOG CRIADO PARA DIVULGAR A ATUAÇÃO DOS ÓRGÃOS DE SEGURANÇA PÚBLICA DO BRASIL, QUE 24 HORAS POR DIA, 7 DIAS POR SEMANA, ATUAM NA DEFESA E NA PROTEÇÃO DA SOCIEDADE.

segunda-feira, 28 de julho de 2014

ALERTA MÁXIMO, ATENÇÃO E CAUTELA AOS POLICIAIS DO ESTADO DE SÃO PAULO


Casal de capitães da PMs é baleado na zona leste de SP
Marido morreu e mulher está internada; dois adolescentes foram apreendidos
Casal de PMs reagiu a assalto e foi baleado

  Reprodução/Rede Record





Um casal de policiais militares foi baleado em uma tentativa de assalto na Vila Matilde, zona leste de São Paulo, na noite de domingo (27). Os dois teriam reagido ao assalto. O homem morreu e mulher está internada. Dois adolescentes são suspeitos de envolvimento no crime e foram apreendidos. Um terceiro assaltante conseguiu fugir. 

A capitã da Corregedoria, Gledys Barras da Silva, e o marido, também capitão, Luís Telmo Pessoa Rodrigues, foram abordados na porta de casa. 

Segundo a polícia, os bandidos renderam primeiro Gledys, que estava na calçada. Rodrigues saiu da garagem e lutou com o adolescente armado. A capitã tentou dar voz de prisão à dupla e foi derrubada pelo outro menor, de 17 anos. O adolescente conseguiu pegar o revólver da oficial e atirou nela e, na sequência, no capitão. Os suspeitos foram apreendidos logo depois.
O mais velho, que, segundo a polícia, teria feito os disparos, negou que tenha atirado. O terceiro suspeito conseguiu fugir com o carro usado pelo trio. Os dois menores apreendidos já têm passagem pela polícia por roubo.

O capitão Luís Pessoa Rodrigues morreu ao dar entrada em um hospital no Tatuapé. Os vizinhos dizem que os policiais moravam na casa onde aconteceu o crime havia poucos meses. A residência já foi invadida por criminosos, mas eles estavam viajando. No mesmo quarteirão, várias outras casas já foram roubadas.

Assustados, os vizinhos não quiseram gravar entrevista. O casal baleado tem um filho de 15 anos. A capitã Gledys, que permanece internada no mesmo hospital onde o marido morreu, também é mãe de uma jovem de 23 anos. O capitão Pessoa, como era conhecido, trabalhava na Polícia Militar havia mais de vinte anos. Ele atuava no setor de finanças da corporação.

Sargento da PM é encontrado morto em estrada vicinal de Pres. Venceslau

Cadáver apresenta uma perfuração na cabeça, produzida por arma de fogo. 

Márcio Roberto Brambilla era de Santo Anastácio e estava de folga.

Do G1 Presidente Prudente

O corpo do sargento da Polícia Militar (PM), Márcio Roberto Brambilla, que atuava em Presidente Venceslau e é natural de Santo Anastácio, foi encontrado por volta das 13h30 em uma estrada vicinal que liga a cidade onde trabalhava à Piquerobi. O cadáver apresentava sinais de uma perfuração na parte lateral direita da cabeça.

Em nota de pesar, a PM informa que o ferimento foi provocado por disparo de arma de fogo. O agente estava de folga e utilizava roupas casuais. Ao lado de seu corpo, foi localizada uma pistola calibre 40 pertencente à corporação, que era de sua posse.

O cadáver foi encontrado por populares, que acionaram o 190. A perícia também foi requisitada para ir até o local. As causas da morte devem ser investigadas.


Policial Civil morre baleado em tentativa de assalto na zona leste de SP
Informações iniciais indicam que vítima estava em um bar quando crime ocorreu

Da Agência Record

Policial teria reagido ao assalto e foi baleado pelos bandidos
Edison Temoteo/Futura Press/Estadão Conteúdo

Um policial civil que trabalhava no IML Leste morreu após um assalto, por volta das 22h deste sábado (26), na rua São João da Bocaína, na zona leste da capital paulista. 

Segundo informações preliminares, o policial estava em um bar quando homens armados entraram anunciando o assalto. O policial teria reagido e foi baleado. 

Ele chegou a ser socorrido ao Hospital da Vila Alpina, mas não resistiu aos ferimentos. O caso será registrado no 56º Distrito Policial. Até o momento ninguém foi preso.


PM é baleado em tentativa de assalto na marginal Tietê

Suspeitos queriam levar moto da vítima, que foi atingido na mão e no peito
Da Agência Record

Um policial militar da equipe do Helicóptero Águia foi baleado depois de uma tentativa de assalto, na marginal Tietê, sentido Ayrton Senna, nas proximidades da Ponte da Freguesia do Ó, zona norte de São Paulo.

O PM trafegava com sua motocicleta quando foi abordado por criminosos. O policial foi atingido por dois tiros, um na mão e um no peito. Mesmo ferido, ele ainda conseguiu guiar a moto até um local mais seguro, onde pediu socorro. 

Policiais Militares da 1º Companhia do 4º Batalhão foram acionados para a ocorrência, socorreram e encaminharam o PM para o Hospital das Clínicas. De acordo com as primeiras informações, o policial estava consciente. 

O caso será apresentado no 91º Distrito Policial, do Ceagesp. Os criminosos conseguiram fugir.

FONTES: r7.com e g1.globo.com

domingo, 27 de julho de 2014

Polícia Civil apresenta três suspeitos de sequestrar menino de 4 anos em Goiás



Trio apresentado na DEIC

Policiais do Grupo Antissequestro da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) desarticularam a quadrilha acusada de sequestrar um menino de 4 anos no dia 10, em Aparecida de Goiânia. O grupo é composto por seis pessoas, das quais três foram presas na quarta-feira. Um dos componentes, conhecido como Neguim, que ainda permanece foragido, trabalhou como caseiro na chácara do pai do garoto, em Aparecida de Goiânia, onde ocorreu o crime. O líder do grupo, Franceilton Martins de Oliveira, de 25 anos, o primeiro a ser detido, planejava executar outro sequestro nesta semana, no qual exigiria R$ 500 mil de resgate.

O drama vivido pela família do menino de 4 anos teve início na madrugada do dia 10 e só chegou ao fim no dia 14. A criança foi libertada e abandonada no posto de combustível Talismã, no Setor Santo André, em Aparecida de Goiânia, depois de o pai dela ter efetuado o pagamento de R$ 200 mil. O delegado Glaydson Carvalho, chefe do Grupo Antissequestro, informou que durante as investigações, iniciadas no dia seguinte ao crime, identificou Franceilton Martins de Oliveira.

O rapaz já havia sido preso outras quatro vezes por roubo, porte de arma, homicídio e estelionato. Ele foi flagrado pela equipe do Grupo Antissequestro no Parque das Nações, em Aparecida de Goiânia, quando recebia 8,55 quilos de maconha prensada. A droga, dividida em 10 barras, havia sido adquirida por R$ 15 mil, pagos com o dinheiro do sequestro. A partir da prisão de Franceilton, os policiais detiveram, na região do Setor Madre Germana, Ricardo Gomes de Sousa e Luciano Cordeiro de Sousa. Ainda permanecem foragidos Neguim, um rapaz identificado como John e Leonardo Cordeiro de Sousa, irmão de Luciano.

“Além de desbaratar uma quadrilha, impedimos que outro sequestro fosse cometido na Região Metropolitana de Goiânia”, comemorou Glaydson Carvalho. No momento em que foi preso, Franceilton Oliveira portava uma pistola 9 milímetros, de uso exclusivo do Exército Brasileiro. A arma foi apreendida pelos policiais. Em poder dele e dos comparsas também foram apreendidos joias, perfumes e relógios roubados durante a invasão à chácara do empresário, celulares e três carros – a EcoSport placa NTO-4213, de Goiânia, o Gol placa JTX-7661, de Aparecida de Goiânia, e o Golf placa NLL-1540, também de Aparecida de Goiânia. Tais veículos, conforme o delegado, foram comprados com o dinheiro do resgate.

Cativeiro

Ao ser apresentado ontem na Deic, Franceilton Oliveira e os comparsas optaram por não responder às perguntas sobre o sequestro do garoto, Nos interrogatórios feitos pelo delegado, ele informou o local em que manteve o menino sequestrado por três dias. O cativeiro foi instalado em uma casa localizada no Setor Santa Luzia, em Aparecida de Goiânia, alugada por Franceilton, na qual ele morava com a mulher.

Enquanto transcorreu o sequestro, Franceilton Oliveira manteve a mulher afastada do local. O menino, conforme assinalou o delegado, não foi maltratado nos dias em que esteve em poder dos sequestradores. “Eles o alimentaram e o deixaram jogar videogame”, afirmou. A equipe do Grupo antissequestro também constatou que não houve participação de nenhuma mulher no crime, conforme suspeitou-se no início das investigações. Depois de ter sido libertada, a criança, abalada, mencionou que “não gostava de mulher grande”.

Os policiais não apreenderam dinheiro em espécie com o grupo. Gladson Carvalho adiantou que os veículos e os demais objetos serão colocados à disposição da Justiça, que definirá o destino deles após a conclusão do processo. O delegado afiançou, ainda, que tem pistas concretas dos acusados que permanecem foragidos e que espera prendê-los o mais breve possível.

Texto (fonte): Maria José Silva / Jornal O Popular 
Foto: Fábio Lima (Jornal O Hoje)

fonte: PC/GO

12 semi auto - BENELLI M4 Equipped with ATI Raven Stock | Instructor Zero

Guarda Civil de Cajamar recupera carga de eletrônicos roubada

Ninguém foi preso; motorista do caminhão ainda era feito refém quando agentes chegaram

foto google imagens

Uma carga de produtos eletrônicos foi recuperada pela Guarda Civil Municipal de Cajamar, na Grande São Paulo, na manhã deste domingo (27). Uma denúncia anônima levou os agentes até um sítio, na rodovia Anhanguera. No local, o motorista do veículo era feito refém.
Os criminosos conseguiram fugir em carros e motos ao perceber a chegada da GCM. Eles abandonaram o caminhão roubado e a carga no local.
Os eletrônicos são da Samsung. A Polícia Civil vai apurar se essa carga tem relação com um assalto à fábrica da marca no começo deste mês, em Campinas. Cerca de R$ 20 milhões em produtos como tablets, notebooks e smartphones foram levados pelos bandidos. 
fonte: r7.com

Polícia Federal apreende 225 kg de cocaína dentro de barco no Amazonas

Droga estava escondida em sacos de peixes congelados.
Ninguém foi preso; inquérito policial foi instaurado para apurar caso

Do G1 A
Droga estava escondida em sacos de peixes congelados (Foto: Polícia Federal/Divulgação)
A Polícia Federal (PF) apreendeu, na madrugada deste sábado (26), 225 kg de cocaína no Rio Solimões, nas proximidades do município de Manacapuru, situado a 68 Km de Manaus. Segundo a PF, ninguém foi preso. A ação ocorreu durante fiscalização de rotina.

De acordo com a Polícia Federal, a droga estava escondia em sacos de peixes congelados, na câmara frigorífica de uma embarcação de passageiros e cargas, entre as cidades de Tabatinga e Manaus.

A PF informou ainda que não encontrou os responsáveis pela droga durante os procedimentos de abordagem. No entanto, um inquérito policial foi instaurado para apurar quem enviou e quem iria recebê-la em Manaus, já que o entorpecente foi despachado em Tabatinga como carga.
PF instaurou um inquérito policial para apurar caso (Foto: Polícia Federal/Divulgação)

Fonte: g1.globo.com

Polícia Civil/MG prende suposto integrante de uma facção com 30kg de maconha

Apreensão foi em uma casa na cidade de Santana do Paraíso (MG).
Suspeito informou que teve prejuízo de R$ 90 mil com apreensão da droga.

Patrícia BeloDo G1 dos Vales de Minas Gerais
Foram apreendidas 30kg de maconha e 3kg de cocaína com suspeito (Foto: Patrícia Belo / G1)

Um homem de 30 anos foi preso pela polícia civil de Ipatinga, nesse sábado (26), em uma casa no bairro Cidade Nova, na cidade de Santana do Paraíso. Com o suspeito a PC encontrou 30 kg de maconha e 3kg de cocaína. A polícia apontou o detido como proprietário dos entorpecentes.

Após receber informações anônimas de que um homem estaria em uma casa no bairro Cidade Nova, uma equipe da polícia civil dirigiu até à residência do suspeito, e fizeram a abordagem, o indivíduo não resistiu a prisão.

No imóvel, em um dos quartos, dentro de um guarda-roupas, a polícia localizou a droga. " O suspeito mostrou para polícia onde a droga estava e também nos entregou a arma de fogo, que estava escondida dentro de um carro”, conta o delegado Alexandro Silveira.

A arma apreendida foi uma pistola 9 mm da marca G-Cherokee, de fabricação israelense. Segundo a Polícia Civil, ela é de uso restrito da polícia e das Forças Armadas, e está avaliada entre R$ 4 mil a R$ 5 mil.

O suspeito preso é morador da Cidade de São Paulo e vinha ao Vale do Aço para visitar a sua esposa e também para trazer a droga que seria vendida na região. O delegado informou que detido, a princípio, não possui passagens pela polícia, nem de Minas Gerais, nem de São Paulo.

"Com essa apreensão, segundo o próprio preso, ele teve um prejuízo de cerca de R$ 90 mil. Ele era uma espécie de distribuidor da droga, e só revendia a outros traficantes, não a usuários", informou o delegado.

A polícia ainda acredita na possibilidade do suspeito ser integrante de alguma facção que age dentro e fora dos presídios, já que ele apresenta algumas característica físicas restrita ao grupo. “Ele tem a tatuagem do peixe, a Carpa, em um dos braços, que é o símbolo desses grupos, vamos investigar e apurar melhor essa situação”, acrescentou o delegado.

fonte: g1.globo.com

sábado, 26 de julho de 2014

RETROCEDER NUNCA, RENDER-SE JAMAIS





Fotos: https://www.facebook.com/NasciParaSerPolicia/photos_stream

DIRIJA COM CUIDADO





Equilibrar-se em duas rodas é um desafio e tanto.  Imagina fazer isso em alta velocidade, em uma via bastante movimentada e ainda sendo responsável pela segurança do trânsito no local. Apesar de difícil, esse desafio é comum para o sargento Fernando Marcos Pinetti, há 17 anos no Pelotão de Motos do Batalhão de Polícia Rodoviária.
“A moto não é perigosa, o condutor é que se expõe ao risco”, sentencia Pinetti. Em 25 anos que ele pilota uma motocicleta, sofreu apenas três acidentes. O mais grave foi ano passado quando um motorista jogou o carro pra cima dele. Apesar do susto, a paixão pelas duas rodas falou mais alto. “Nunca pensei em deixar de ser motociclista”.
A Polícia Militar do Distrito Federal possui dezenas de motociclistas no policiamento diário. Para ser um deles, o policial precisa ser aprovado no curso específico, que dura cerca de dois meses em período integral, com instruções inclusive à noite.
O primeiro pelotão de moto da PMDF foi criado em 1969, na antiga Companhia de Policiamento de Choque.
Experiência - O tenente Tony Curtis está a um passo da aposentadoria. São 29 anos como policial militar. Nessa fase, muitos policiais procuram lugares tranquilos para trabalhar. Não é o caso de Tony Curtis. Há 14 anos, o trabalho dele é em cima de uma motocicleta.
“Desde criança eu queria ser motociclista por causa dos seriados de TV”, recorda-se. Talvez por a paixão ser antiga, Tony Curtis não pensa em deixar o Pelotão de Motos enquanto estiver na PM.
Um dos trabalhos que mais exigem dos motociclistas são as escoltas de autoridades. Recentemente todos os motociclistas do Batalhão de Trânsito e do Batalhão de Polícia Rodoviária foram empregados nas escoltas das seleções que disputaram a Copa do Mundo e nas dos presidentes dos países que formam o BRICS (grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).
Para o sargento Pinetti, as escoltas mais difíceis que já fez foram as dos presidentes Bill Clinton e Fidel Castro. “As comitivas não permitiam a presença de nenhum carro no trajeto”, lembra.
Mas para ele as mais emocionantes foram a do Papa João Paulo II e a da seleção pentacampeã do mundo de futebol, em 2002. “A população toda envolvida nessas duas escoltas me emocionou muito”.
Agilidade - As motocicletas dão agilidade ao patrulhamento. Por isso, estão presentes em todas as unidades policiais do Distrito Federal.
Além de apaixonados por motos, os motociclistas da PM são peritos na condução desses veículos. “A gente aprende técnicas até pra cair”, explica o cabo Harlem Perpétuo, da Rotam.
Desde que entrou na PM, em 1999, Harlem sonhava em integrar um pelotão de motos. Mas teve que esperar muito até concretizar o desejo. Somente em 2011, ele conseguiu fazer o curso de moto-patrulhamento.
Mesmo trabalhando em unidade especializada da PM, a Rotam, Harlem sentia que seu trabalho não rendia tanto quanto se ele estivesse sobre duas rodas. “O deslocamento é mais ágil. O campo de visão é maior. Há uma maior aproximação com a população, e, claro, a sensação de liberdade”, resume Harlem.
Uma prática comum nos pelotões de moto é a oração feita pelos integrantes antes de assumirem o serviço. Como reconhece o cabo Harlem, “voltar para casa é um milagre de Deus”.
Fonte: PMDF , fotos: google imagens

Policiais apreendem 791 tabletes de maconha, arma e munições em São José/SC

Nesta quarta-feira (23), por volta das 10 horas, policiais do 7º Batalhão de Polícia Militar (BPM) apreenderam arma de fogo, munições e 26 quilogramas de maconha na rua Zambovari Schneider, bairro Jardim Solemar, em São José.
Os policiais do Pelotão de Patrulhamento Tático realizavam policiamento ostensivo no bairro Bela Vista, em São José, quando receberam informações sobre um depósito de drogas. Com o apoio da Agência de Inteligência (AI), os policiais deslocaram ao local suspeito e encontraram 791 tabletes de maconha embalados (aproximadamente 26 quilogramas), três balanças de precisão, uma balança digital de padaria, uma pistola glock calibre .380 com um carregador e 17 munições intactas do mesmo calibre. Os policiais prenderam o responsável pelos objetos apreendidos, um homem de 25 anos de idade.
O homem e os materiais apreendidos foram encaminhados à 2ª Delegacia de Polícia de São José.
(Publicado por soldado Josiane Cordeiro Marcelino, P-5/7° BPM, com informações do sargento Roberto Carlos Coelho, P-2/7° BPM)
FONTE: PM/SC

PF apreende uma tonelada de maconha na região de Três Lagoas/MS



Três Lagoas/MS - A Polícia Federal apreendeu uma tonelada de maconha na madrugada desta quinta-feira (24). O flagrante foi feito na estrada MS-158 que liga as cidades de Brasilândia e Bataguassu, durante fiscalização de rotina na região. O motorista que transportava a droga abandonou o veículo quando viu a barreira policial.

A droga estava distribuída entre a parte de trás da cabine e a carroceria da caminhonete. Os policiais descobriram, também, que o carro pertencia a outra cidade e estava com uma placa fria.

Fonte: DPF - Comunicação Social da Polícia Federal em Três Lagoas/MS